A maior, o mais distante, a mais pesada, o mais luminoso… etc…

Arquivo para outubro, 2011

Telescópio Keck encontrou o planeta mais jovem já conhecido no Universo

Foi descoberto no Havaí, por astrônomos utilizando o telescópio Keck, o planeta mais jovem já registrado.

Fonte: Jornal Ciência

Classificado como protoplaneta primordial, o planeta gasoso do tamanho de Júpiter é chamado de LKCA 15b, localizando-se entre uma estrela e uma formação de disco de poeira, a cerca de 450 anos luz da Terra.

O planeta “bebê” é aproximadamente cinco vezes mais jovem do que o planeta anterior que era intitulado ser o mais jovem, o planeta chamado de Beta Pictoris B, com 12 milhões de anos, de acordo com o astrônomo Adam Kraus em entrevista para o britânico Wired. O novo planeta está sendo datado com apenas 2 milhões de anos.

Localizar no espaço planetas tão jovens é uma tarefa extremamente difícil, tão complicado que os primeiros só começaram a ser encontrados a cerca de 7 anos. O grande problema da jovialidade de sua formação é o efeito invisível: raios de luz da estrela próxima ao planeta acabam ofuscando sua existência, deixando quase impossível encontrá-los com telescópios normais.

O telescópio Keck (na verdade é um par de telescópios com cerca de 10 metros, localizado no pico do vulcão havaiano Mauna Kea) possui alguns truques ópticos para captar imagens que os outros não conseguem. Um destes truques é o espelho deformável que corrige distorções causadas pela luz das estrelas.

Outra técnica utilizada para encontrar este tipo de planeta é chamada de Interferometria de Abertura em Máscara, que consiste basicamente em uma máscara coberta de buracos colocada no caminho da luz coletada, concentrando-a pelo telescópio. O efeito desta técnica é a manipulação efetiva das ondas das luzes: “é como se nos tivéssemos um conjunto de pequenos espelhos”, relatou Kraus a Wired.

Deste modo é possível anular o brilho ofuscante da estrela que o planeta orbita, permitindo que os astrônomos encontrem corpos celestes antes invisíveis. Atualmente Kraus e sua equipe pesquisa cerca de 150 estrelas jovens, buscando conhecer melhor os detalhes de suas formações.